quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Paulo Guedes depõe na semana que vem ao Ministério Público

Em meio à transição de governo, o economista Paulo Guedes, que será o ministro da Fazenda do governo de Jair Bolsonaro, irá depor na semana que vem ao Ministério Público Federal, em Brasília.
Isso, segundo o jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo, dentro do procedimento de investigação criminal para apurar a eventual participação de Guedes em um esquema fraudulento em que uma empresa do economista desviaria recursos dos fundos de pensão Funcef, Petros e Postalis, dos funcionários das estatais Caixa, Petrobras e Correios.

Gestor do CEE Salvador penaliza trabalhadores que adoecem

Trabalhadores do CEE Salvador não podem mais adoecer e colocar atestados médicos. O gestor da unidade que é “médico/psicólogo”, entende que as doenças adquiridas não são motivos de afastamentos. Como consequência, os funcionários são penalizados com a retirada da função e por coincidência ao retornarem as atividades não estão na escala de trabalho aos sábados remunerados. Uma pouca vergonha!
Diante de tantos problemas que os trabalhadores enfrentam diariamente causados pelas péssimas condições do meio ambiente de trabalho, os funcionários ainda são assediados pelo gestor que de forma arbitrária retira direitos e os tratam com parcialidade mesmo seguindo as regras para que o atestado médico seja aceito. O gestor tem que entender que ninguém pede para adoecer, pois a sobrecarga de trabalho e falta de efetivo, são fatores fundamentais para o adoecimento da categoria. Vale ressaltar, que os atestados são entregues por um médico profissional extremamente qualificado e ético com sua profissão. 
O Sincotelba condena tal atitude do gestor. Caso o problema persista, os trabalhadores devem notificar imediatamente o sindicato que cobrará da SE/BA providências cabíveis. 

Funcionários interditam parte do CDD por medo de desabamento do teto

Inúmeras vezes o Sincotelba denunciou através dos informes a triste realidade que muitas unidades de Correios da capital e do interior estão submetidas. São sérios problemas estruturais que muitas delas têm. É o caso do CDD Lauro de Freitas. Em denuncia feita pelo trabalhador Beto Argolo, a estrutura do CDD está em péssimas condições e corre o risco de desabar a qualquer momento. "Os trabalhadores temem pelo pior", disse Argolo. Preocupados com suas vidas os próprios funcionários isolaram parte da unidade que além do risco de desabamento, eles são obrigados a trabalharem em meio a fezes de pombos, visto que existem buracos no teto que tem atraído centenas dessas aves bem como ratos e baratas ao local. 
 
A situação foi passada para a SE/BA, mas até o momento não se pronunciou e nada fez para solucionar o problema existente na unidade. Enquanto isso os ecetistas correm o risco de serem contaminados com as fezes, que causam doenças como meningite, complicações cerebrais, pneumonia e até a morte. 
 
Os trabalhadores da unidade estão dispostos a cruzarem os braços por tempo indeterminado até a resolução do problema. 

Trabalhadores da AC Camaçari sofrem com corte de energia

A administração das unidades no estado da Bahia vão de mal a pior.  A cada dia que passa os trabalhadores e clientes sofrem com a má gestão da ECT. A exemplo disso, é o que está acontecendo com os trabalhadores da agência de Camaçari. Sem energia elétrica há mais de 05 dias por causa de um poste de madeira que não atende aos padrões da Coelba. Há mais de três anos o poste da unidade caiu e foi substituído pelo o gerente com seu próprio recurso financeiro para não deixar a agência fechar.  De lá para cá a empresa foi notificada pela Coelba, mas nada foi feito, e o resultado foi o corte da energia pelo poste não estar de acordo com os padrões exigidos pela Companhia.  Com isso os trabalhadores e clientes estão sofrendo com a irresponsabilidade da ECT. 

 Funcionários foram relocados temporariamente para o CDD, mas o local não oferece condições adequadas para a realização dos serviços específicos de agências. 
Em 2016, o Sincotelba já havia denunciado o problema, mas pelo que parece, a SE/BA não está nem aí e vem apostando no sucateamento para justificar a privatização. Infelizmente a única agência de Correios do município e uma das mais lucrativas do estado, está abandonada e sofre com: infiltrações, rachaduras nas paredes, goteiras, falta de sistema de climatização, sujeiras entre outros problemas. A falta de organização administrativa e operacional no local é séria e extremamente grave.
Em nota a Coelba informou que a desde 08/08, a ECT recebeu a notificação sobre a deficiência técnica no padrão de entrada de energia elétrica, mas quase um mês depois, não houve nenhuma evolução na regularização. A concessionária suspendeu o fornecimento de energia, por se tratar de uma questão de segurança.  A Coelba aguarda a regularização da situação para religar a unidade. 
Diante da triste realidade o Sincotelba cobrará solução imediata para o reparo do problema. Caso não seja solucionado, os trabalhadores da agência e CDD serão mobilizados para uma greve por tempo indeterminado.